CONTENTO

Soneto
(Magnu Sousá)

Parece que tempo não pássa
Pairando na gente, atoa
Tempo… Quem ora semeia
Se chora, pra mode “avoa”

Sistematizo o contento
E até agradeço por todos os dias
Lá tenho cá meu lamento
Que sangra momentos da minha alegria

Aceito, coitado, confesso, doe menos
Tão néscio que desconhecia
Até a camisa de Vênus

Se a todos o final viria
Se o preço do mundo é tempo que temos, me diz:
Que diferença faria?

20/06/2016